Jogadores da Meta comemoram título e revelam segredos para performance campeã

23/06/2020

A união de talentos de Argentina, Brasil e Uruguai levou a Meta Gaming ao topo do cenário competitivo latino-americano de PUBG, com a conquista, no último domingo (21), da Copa PUBG Masters: Finais. Os pro-players e o treinador da equipe comemoram o título e exaltam a junção de individualidades que resultou em performances campeãs.

A Meta dominou a competição desde o início, com a melhor campanha da fase de grupos, realizada de 27 de maio a 12 de junho. Nas finais, de 19 a 21 de junho, conquistou a 1ª colocação com a regularidade de três dias de boas colocações nas quedas e alto número de eliminações. Foram 170 pontos obtidos, 16 a mais do que os da vice, a latino-americana Just2Easy.

"É a demonstração de que estamos no caminho certo e devemos continuar com a mesma dedicação de agora para seguir vencendo", exalta o jogador brasileiro Victor "raspu" Oliveira. "O sentimento é de felicidade e gratificação pelo quanto cada um se dedica, treina e estuda o jogo para conseguir essas conquistas".

Combinação de qualidades

Ele aponta que o time encaixou tão bem devido à combinação de qualidades. "Cada jogador do time tem uma qualidade distinta, tornando o grupo bem qualificado para as mais variadas situações de jogo".

O pro-player completa que os membros da equipe são habilidosos e experientes, com participação em campeonatos da América Latina e no exterior.

Raspu, por exemplo, disputou três competições internacionais pela RED Canids Kalunga em 2019: o PUBG Global Championship (PGC), o GLL Grand Slam e o FACEIT Global Summit.

Outros dois experientes cyber-atletas da Meta são o argentino Nahuel "SzylzEN" Balseiro e o uruguaio Franco "Ragnar" Labrador, companheiros de longa data.

Ambos estiveram juntos no PUBG Global Invitational (PGI) 2018, pela Savage Esports, no GLL Grand Slam, pela BitLoft Esports, e no PGC 2019, pela Meta.

No circuito competitivo de 2020, os dois se juntaram a brasileiros. Além de Raspu, a jovem revelação do PUBG Pedro "sparkingg" Ribeiro faz parte do elenco.

"Tem sido uma boa experiência", comemora SzylzEN. "Nós sabíamos que teríamos problemas de comunicação por conta do idioma e por ser uma equipe com dois jogadores novos, mas as coisas progrediram muito rapidamente. Nos dois últimos campeonatos, pudemos mostrar que somos uma equipe muito forte".

Regularidade e dedicação

Ele defende que o segredo do sucesso da equipe tem sido a dedicação. "Tem muito a ver com o fato de nós quatro sermos muito dedicados e estarmos sempre tentando melhorar nossos desempenhos individual e coletivo".

Isso resultou em uma regularidade que fez com que a equipe conseguisse se sagrar campeã da Copa PUBG Masters: Finais. "O que nos tornou campeões foram a consistência que tivemos nas três semanas e o sangue frio para fechar o torneio", explica o argentino. "É uma vitória muito importante, é o reflexo de todo o trabalho duro que estamos fazendo".

Em entrevista na transmissão em português após a conquista da Copa PUBG Masters: Finais, sparkingg também destacou a regularidade da Meta.

No primeiro dia de disputas, a equipe somou 62 pontos e ficou na 2ª colocação da classificação geral, atrás da brasileira INTZ. No segundo dia, ao fazer 49 pontos, assumiu a liderança, mas ainda seguida de perto por outras participantes. No terceiro dia, com os 59 pontos conquistados, manteve-se na ponta e assegurou o título.

"Para as finais, estudamos bastante os adversários, as rotações e onde pegam. Depois de todos os dias de treinos, nós sempre olhamos replays, vemos os erros e o que poderíamos ter feito melhor. Não é porque ganhamos uma fase de grupos que não tínhamos de melhorar", comentou sparkingg no término da live de domingo.

Rotina e sonho 

O treinador da Meta, o brasileiro Lucas "Nananga" Strada, explica que a preparação envolve treinamentos em jogos e análise de replays, em períodos de seis a oito horas diárias, além do treino individual. 

Como os pro-players são de diferentes nacionalidades, a comunicação durante as partidas é um meio termo entre Português e Espanhol, segundo Nananga. "Os jogadores aprenderam as palavras-chave de cada idioma e estão melhorando a comunicação a cada dia. Quanto mais prática, melhor".

Ele acredita que o título da Copa PUBG Masters: Finais é consequência da habilidade individual de cada cyber-atleta e do trabalho mental que os dá confiança e positividade. "Sempre acreditávamos, até nas piores situações, e sabíamos que poderíamos ser campeões. A mentalidade positiva ajudou muito".

O técnico exalta a conquista da Meta e cita aspirações ainda maiores para a equipe nos palcos mundiais de PUBG

"Ser campeão é sempre bom, nos orgulha muito. Mas nosso objetivo principal é destacar-se internacionalmente e é nisso que está o nosso foco", arremata Nananga, confiante de que a Meta pode ir ainda mais longe.

Copa PUBG Masters Finais

Meta Gaming

Nananga

PUBG

Ragnar

raspu

Sparkingg

SzylzEN