Retrospectiva 2020: os campeonatos do circuito competitivo da América Latina

06/01/2021

A América Latina teve 11 competições oficiais e premiações totalizando US$ 213.250 (correspondentes a cerca de R$ 1.066.250) em 2020, em um circuito competitivo que estimulou o desenvolvimento de equipes e jogadores.

É hora de relembrar as eletrizantes disputas do ano que passou, fazendo o esquenta para as emoções que nos esperam nesta nova temporada.

PGS

O ano de 2020 começou com a união das Américas do Norte e Latina e da Oceania no PUBG Global Series (PGS), evento global que reuniria 32 equipes. 

Do primeiro classificatório online latino-americano, em fevereiro, que classificaria para o PGS Berlim, na capital da Alemanha, saíram RED Canids Kalunga, 100 Medo, Meta Gaming, Team Rune e EXODIA.

Elas disputariam, em março, o campeonato presencial PGS Berlim: Final das Américas, ao lado de times de América do Norte e Oceania. Devido à pandemia de covid-19, os eventos precisaram ser cancelados.

Cada uma das cinco equipes classificadas recebeu US$ 11.250 (R$ 56.250) como compensação, totalizando US$ 56.250 (R$ 281.250) em premiações.

PUBG Super Week

Mas as competições não poderiam parar, e a PUBG Corporation reformulou o cenário competitivo na América Latina, mantendo a competitividade.

A PUBG Super Week abriu o novo circuito de 2020, totalmente online. Realizadas em maio, as finais da competição tiveram 24 participantes - cinco convidadas por terem triunfado na PGS e 19 classificadas por meio de uma seletiva. A premiação foi de US$ 10 mil (R$ 50 mil).

A latino-americana Bad Boys 3 conquistou o título da PUBG Super Week, tendo obtido somente 1 ponto de vantagem sobre a também latino-americana Meta Gaming, em uma acirrada disputa.

1ª temporada

Depois da PUBG Super Week, começou o novo circuito competitivo de PUBG da América Latina, com três competições: Copa PUBG Masters (fase de grupos e finais), Copa PUBG Desafiante e Copa PUBG Desafiante: Série de Acesso. A 1ª temporada ocorreu de maio a julho, com premiações somando US$ 49 mil (R$ 250 mil).

A Meta Gaming venceu a Copa PUBG Masters, tanto na fase de grupos, com três semanas de partidas, quanto nas finais, com três dias de duração. 

Na Copa PUBG Desafiante, a competição de acesso para a elite, a brasileira i will never lose ficou na 1ª colocação.

Na Copa PUBG Desafiante: Série de Acesso, das oito equipes que subiram para a Copa PUBG Masters, seis haviam disputado a fase de grupos da competição da 1ª divisão e se mantiveram na elite.

2ª temporada

A 2ª temporada aconteceu de julho a agosto, também com premiações totalizando US$ 49 mil (R$ 250 mil).

Com mais uma temporada de excelentes apresentações, a Meta Gaming triunfou na fase de grupos e nas finais da Copa PUBG Masters.

Na Copa PUBG Desafiante deu a brasileira Mantenha Distância.

Na Copa PUBG Desafiante: Série de Acesso, das oito classificadas para a Copa PUBG Masters seguinte, quatro são equipes que já estavam na elite.

3ª temporada

Disputada de setembro a outubro, a 3ª temporada trouxe surpresas, com a brasileira Judas liderando a fase de grupos da Copa PUBG Masters e desbancando a Meta Gaming, que amargou o 13º lugar na classificação geral.

Nas finais, porém, a equipe latino-americana voltou a brilhar e retomou o topo, com o título.

A brasileira BRASIL venceu a Copa PUBG Desafiante e terminou a Copa PUBG Desafiante: Série de Acesso na liderança, dentre as oito equipes que se garantiram na elite. Somente três classificadas eram da Copa PUBG Masters; as outras cinco que subiram para a 1ª divisão saíram da divisão de acesso.

No total, as premiações novamente chegaram a US$ 49 mil (R$ 250 mil). 

O que vem por aí?

E aí, ansiosos para o que irá rolar em 2021? Em breve vamos trazer novidades sobre o cenário competitivo da América Latina.

Por enquanto, vamos torcer para a latino-americana Meta Gaming e a brasileira FURIA na PUBG Global Invitational.S (PGI.S), competição internacional que será realizada com 32 equipes na Coreia do Sul, de 2 de fevereiro a 28 de março.

2020

PUBG

Retrospectiva 2020